sábado, 14 de janeiro de 2012

Chile - Santiago, Valparaíso e Viña del Mar

Chile: de 30 de outubro a 5 de novembro de 2011




Eu tinha comprado de Brasília-Buenos Aires (ida e volta, pela GOL). Só que sei que por algum motivo eu recebi um email da Gol mudando meu itinerário. Acabei prolongado minha viagem e comprei mais o trecho Buenos Aires-Santiago (ida e volta, pela Lan). 
Então, eu a ideia era ir de Brasília dia 28/10 (voando GOL), rumo a Guarulhos para fazer conexão para Buenos Aires. E no dia seguinte ir para Santiago. 
Só que a gol é superdesorganizada (para dizer o mínimo). E o meu voo que ia sair de Guarulhos às 20h, atrasou e ia sair só às 21h30. Ia. Porque com esse atraso, quando o avião fosse chegar em  Ezeiza, o aeroporto ia estar fechado (nesse período estavam fechando o aeroporto à noite para reformas na pista - ou pelo menos essa foi a informação da cia aérea).
E o próximo voo que ia para Ezeiza só chegaria lá às 11h do dia seguinte e meu voo da Lan para Santiago sairia às 10h. Ferrou. 
Então, depois de muito tempo em filas diversas, pegando mala, andando pelo aeroporto e conversando com as atendentes, minha melhor opção passou a ser ir direto com a Gol para Santiago, no voo noturno do dia seguinte. Com isso, tomei um no-show no meu voo da Lan (que não era reembolsável! Mas consegui o reembolso das taxas) e tive que comprar mais um trecho Santiago-Buenos Aires, e aí comprei com a Gol mesmo, por R$196,00, incluindo as taxas.
Sei que com isso perdi 1 dia de férias e diminui em 2 dias minha estadia no Chile (porque meu voo da Lan sairia de tarde e o da Gol saiu de manhã). 
Mas com isso aprendi uma lição, que eu já devia ter aprendido antes: evitar comprar voos de cias aéreas diferentes.


Dia 30/10, domingo: 
















Bom, saí de Guarulhos às 20h do sábado e cheguei no Chile domingo 1h da manhã. Troquei 100 dólares no aeroporto e saquei mais 100.000 pesos. Mas a cotação no aeroporto é das piores.
Peguei um táxi. Tem a opção de transfer que parece ser boa. Fiquei em um flat no bairro de Providência que eu super indico (tanto o bairro como o flat). O flat chama FRONTERA APART HOTEL. Eu reservei pelo booking.com, mas dá para reservar direto com eles e tentar conseguir um descontinho. 

Tem uma estação do metrô bem perto de onde eu estava (estação Pedro de Valdívia). O metrô é ótimo (novo, limpo, rápido, barato). Fiz o bip! card, que é o cartão do metrô, custa 1.200 pesos e vc pode recarregar com quanto quiser. Eu coloquei 3.800 pesos, para dar 5.000 redondo

Ah detalhe, no Chile é feriado dias 31 de outubro e 01 de novembro. Eu cheguei no domingo dia 30, ou seja, bem no feriadão. A cidade tava supervazia. Foi bom porque deu para ver a diferença entre a cidade vazia e a cidade na correria do dia a dia. 
No primeiro dia peguei o metrô e fui pra o centro histórico.

Como era domingo, e bem no meio do feriado, foi bem difícil achar algum lugar para comer. Acabei indo num shopping e comendo no Burguer King.
Detalhe: eles adoram colocar palta (abacate) em tudo! Vi sushi com palta, pizza com palta, e até os sanduíche do BK e do Starbucks com palta! E, honestamente, não tem gosto de nada!

Whopper italiano - tudo que se chamar italiano leva abacate (palta). E por que 'italiano'? Por causa das cores da bandeira da Itália (abstração forte aqui!)


Palacio de la Moneda - sede do governo chileno e 'guardinhas' se achando...


Estátua de Salvador Allende


Exemplo de arquitetura do Centro Histórico

Catedral


Ex-Congresso Nacional


Museo Pré-Colombino

No fim da tarde, quando peguei o metrô para voltar para o apartamento, estava cheio de torcedores de futebol, fazendo AQUELA bagunça. Eu e todo mundo que estava na estação ficamos meio tensos, porque não eram uns 5 ou 10... eram grupos de 30, que chegavam um atrás do outro, gritando e aparentemente festejando. Provavelmente eram inofensivos e só queriam comemorar mesmo, mas sabe como é... no meio da massa as pessoas perdem a noção... então o negócio é ficar na sua e se misturar com moradores locais.

Dia 31/10, segunda-feira: Segundo dia, como a cidade tava bem vazia achei melhor fazer um passeio estilo hop on hop off do que explorar a cidade por conta. Fiz com a empresa Turistik (www.turistik.cl). É um passeio ótimo para conhecer a cidade. 
Eu peguei o ônibus em Providência, aí ele foi para Las Condes (que é um bairro superchique e centro financeiro da cidade). E depois ruma para o Shopping Parque Arauco (tudibom!)
Eu nem ia descer no shopping, mas ele é tão maravilhoso que eu não resisti...heheheh
Tem muitas, muitas lojas e uma praça de alimentação (boulevard) fantástico, com vista para as montanhas. Acabei comprando coisas da Kiehl’s e o fantástico Morroccanoil (comprei o óleo e a máscara hidratante, no Intersalon).
Depois, peguei o ônibus e fiz o restante do passeio sem descer. 


Dia 01/1, terça-feira: Comprei um passeio para o Andes, à tarde. De manhã, fui no Patio Bellavista, andei até o Cerro San Cristóbal (mas tava bem nublado, então deixei para subir depois) e a Casa de Neruda, só que lá a visita é só com horário marcado e dura 45 min, aí já afetava meu passeio da tarde, então acabei deixando para voltar depois também.







Bairro Bella Vista


Patio Bella Vista




Almocei no Patio Bellavista, na La Casa en el Aire. Lugar super gracinha. Comi umas empanaditas de salmão divinas! Ah, o Chile é O lugar para comer salmão e tomar vinhos!

La Casa en el Aire - restaurante dentro do Patio BellaVista com comida boa por preço amigo

À tarde, Andes! E vale muito a pena subir, mesmo que não seja inverno e as estações de esqui estejam fechadas. Eu particularmente acho que tudo fica lindo quando é primavera e a Cordilheira fica muito linda mesmo! Com várias florzinhas amarelinhas, que mostram que as montanhas estão cheias de vida! O passeio é um pouco mareante, porque é caminho de montanha, com 42 curvas, então se tiver um dramin a mão, manda ver. 

Andes! 

Dia 02/11, quarta-feira: Não é feriado no Chile (diferente do Brasil). De manhã fui no Cerro Santa Lúcia - dica: não vá de sapato liso! #vaipormim.

Enquanto eu tava lá, chegou uma excursão de uma escola e sabe como as crianças são curiosas... de cara viram que eu não era chilena (os chilenos são todos muitos parecidos, cabelo bem preto, liso, pele clara, não é como brasileiro que tem de todo tipo!) e vieram falar comigo. Perguntaram de onde eu era e quando eu disse que era brasileira eles não acreditaram...perguntaram como se eu era "tan blanquita"... aí tive que explicar que no Br tem gente de todo tipo... (nada ver mas acabei de lembrar que qdo eu estava na escola eu odiava quando a professora ensinava que A Moreninha era considerado o primeiro romance tipicamente brasileiro, por causa das características da mocinha da história...porque eu sempre pensava eu sou loira, de olhos claro e sou brasileira...p#rra! enfim...voltando...)


Cerro Santa Lucia

Almocei no Mercado Central, no Donde Augusto (salmão, salmão, salmão!!!) ... 

Donde Augusto - restaurante no mercado central

... e à tarde fui na Concha y Toro (também com a Turistik, mas dá para ir de metrô+taxi ou metrô+ônibus). O lugar é lindo, mas o passeio é meio fraco. Achei que eles iam mostrar o processo, história e tals, mas neca! Degustamos apenas 1 vinho branco e um tinto (ambos Casillero del Diablo, que você acha fácil até nos mercados do Brasil).

Concha y Toro
Dia 03/11, quinta-feira: Dia de ir conhecer Valparaíso e Viña del Mar! Inicialmente eu ia ficar duas noites em VIña, mas como minha estadia no Chile acabou sendo reduzida em dois dias, por causa de toda a confusão dos voos da Gol, achei melhor cortar fora a estadia em Viña e ir apenas conhecer. 






As 3 fotos acima são de Valparaíso e as 3 abaixo de Viña del Mar






essa foto é só porque eu AMO essa placa! hahhahah

Dia 04/11, sexta-feira: Casa do Neruda, Cerro San Cristóbal, Centro Artesanal Los Dominicos e shopping Alto las Condes (onde tinha uma promoção noturna que super valeu a pena).


Casa de Pablo Neruda em Santiago. 

Ele tinha mais duas casas no Chile, uma em Valparaíso e outra em Isla Negra. As três funcionam como museus, abertas à visitação. Fiz a visita guiada, que custa 2.500 pesos e dura cerca de 40 minutos. Bom, começando do começo. Neruda é conhecido pelas obras literárias, mas além de escritor, ele foi diplomata, candidato a senador e até embaixador do Chile. Essa casa de Santiago foi construída para Matilde, seu grande amor. Eles se conheceram em Capri, Itália. Ela era cantora de ópera. Foram amantes durante dois anos, até que ele se separou da 2a. mulher e ficou definitivamente com Matilde. Para ela, ele criou o símbolo abaixo (janela da esquerda), em que o P é de Pablo, a lua, e o M é de Matilde, as montanhas e o mar como o amor que os unia. Ai ai! (Nessa hora todas as mulheres do grupo suspiraram... uma delas, a única que estava com o marido, disse: "ah, amores assim não existem mais" e o guia falou "si, hay, pero hay que buscarlo"...e mais suspiros da mulherada! 

 A figura a direita é o sol, mas também Matilde e seus cabelos encaracolados. Aliás, é daí que vem o nome da casa: La Chascona, referência aos cabelos de Matilde. 




 Vista do Cerro San Cristóbal

Imagem de Imaculada Conceição, no alto do Cerro

Obs finais: 
Todos os passeios da Turistik passam no Parque Arauco na ida e na volta. E eles também oferecem transfer grátis do Centro e dos principais hotéis para o shopping (ida e volta), só precisa reservar. Tem kioskis da Turistik no Parque Arauco, no Mercado Central e no Patio Bellavista, além dos carinhas que ficam vendendo os bilhetes pro hop-on/hop-off em todas as paradas deste.

Nenhum comentário:

Postar um comentário