sábado, 14 de janeiro de 2012

Buenos Aires


Buenos Aires, de 5 de novembro a 10 de novembro de 2011.


Museo Nacional de Bellas Artes e os jacarandás floridos na primavera!

Cheguei bem cedo e como a aeroporto tava supermuvucado achei melhor contratar o táxi antes de desembarcar... foi um absurdo de caro (acho q foi uns 160 pesos). 
Fiquei hospedada na Recoleta, um dos lugares que não deu tempo de conhecer na minha primeira viagem a Buenos Aires. E a escolha do bairro foi perfeita! Meu hotel era bem em frente ao Cemitério, que é um dos lugares que tem-q-ir em BsAs. 

Cemitério

ainda no Cemitério

E a vista do hotel: para o Cemitério...mas juro que não é mórbido como parece!


Cheguei e fui logo almoçar. Comi num dos vários restaurantes que tem em frente ao cemitério. Falando assim parece meio mórbido, mas não é nenhum pouquinho. Os restaurantes são ótimos, com as mesinhas na calçadas, um clima super agradável. Pedi uma parrilla (¡por supuesto!). Nessa área também tem 2 cafés havanna, com seus maravilhosos cafés e alfajores. Tem Freddo também.
Fui visitar a Floralis Genérica e o Museu Nacional de Bellas Artes. E ainda dei uma passadinha no Pátio Bullrich. 



Floralis Genérica



À noite fui no Freddo para comprar um lanchinho light, comprei um wrap vegetariano e me ferrei de verde e amarelo! Passei mega-master-blaster mal e fiquei de cama nos dois dias seguintes. Não fui no hospital porque não tinha contratado seguro-saúde, porque já viu né? Buenos Aires é logo ali, não vai acontecer nada...aham, vai nessa. E também não caio mais nessa de “vou só comer uma coisinha leve”. Formei uma convicção de que o que quase sempre me faz passar mal são as verduras cruas e com certeza mal lavadas por quem prepara os lanches. Tanto que na Alemanha em 2011 teve um mega surto da superbactéria nas verduras e legumes (*para mais informações, consulte o Google!).
Então, mesmo depois que eu melhorei um pouco, ainda tava superdebilitada, bem fraca mesmo, e não tinha nem vontade nem forças de ficar zanzando pela cidade. Mas, para não desperdiçar totalmente o dinheiro gasto, acabei indo passear em Palermo (SoHo e Hollywood, eu acho), fui nas Galerias Pacífico (achei que estava tudo bem caro) e na Calle Florida. 
Também fui no Teatro Colón, que eu ainda não conhecia. Fiz a visita guiada e recomendo! É lindo, o guia foi bem simpático e explicativo. Fiquei com vontade de ver uma ópera lá, porque segundo o guia, é a melhor acústica DO MUNDO (as 3 fotos abaixo são do Teatro Colón).





De lá fui andando até a Ponte da Mulher, em Puerto Madero. Pena que não pude aproveitar os restaurantes.




Fui até a Casa Rosada e a Catedral.  


Como era primavera, os jacarandás estavam floridos e a cidade estava super linda!!!


No fim das contas, dado meu elevado estado de ‘lesera’, combinado com os fatos de que algumas coisas eu já conhecia e que Buenos Aires é lugar próximo e fácil de ir, acabei fazendo uma viagem superlight. 
Lições aprendidas nessa viagem: 
  1. Comprar bilhetes início-fim com a mesma cia aérea. 
  2. Não comer vegetais crus que não sei a procedência.
  3. Aproveite cada dia e cada momento porque você não sabe o que pode acontecer no momento seguinte (pode chover, ter uma manifestação em frente ao monumento que você ia fotografar, você pode passar mal, o dólar pode subir...)
  4. Relaxa! Você está de férias e se prefere ficar no hotel descansando a bater perna, fique! Nada pior do que se sentir obrigado a fazer coisas nas férias!!! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário